Quarta-feira, Maio 29, 2024

Top 5 This Week

Related Posts

Qual é a idade de Cuca Roseta? Nascida a 02/12/1981

Cuca Roseta, nome artístico de Maria Isabel Rebelo Couto Cruz Roseta, nasceu no vibrante coração de Lisboa, São Jorge de Arroios, numa família com ligações à cultura portuguesa. Foi na igreja dos Salesianos em São João do Estoril que Cuca deu os primeiros passos no mundo da música, passagem marcada pela influência e amizade com Tiago Bettencourt, com quem mais tarde viria a colaborar na banda Toranja. Esta experiência foi o prelúdio de uma carreira luminosa que viria a florescer no universo do fado, onde a transição de Cuca se deu de maneira orgânica e intensa. Desde a primeira vez que pisou os palcos de fado em Alfama, estava claro que Cuca Roseta viria a ser uma das vozes mais distintas e emocionais do panorama musical português.

Nome Maria Isabel Rebelo Couto Cruz Roseta
Data de Nascimento 2 de dezembro de 1981
Nacionalidade Portuguesa
Local de Nascimento Lisboa, São Jorge de Arroios
Principais Realizações Álbum platina “Riû”, participação em documentário de Carlos Saura, presença diversa em festivais e programas de televisão, ativismo social
Idade Atual 42 anos
Família Filha de Miguel da Cruz Roseta e Maria Natércia Rebelo Couto, sobrinha paterna de Pedro Roseta, casada com João Lapa, mãe de Lopo e Benedita
Atividades Extras Contribuição para causas como segurança rodoviária e sustentabilidade ambiental, apresentações em hospitais durante a pandemia da COVID-19

 

Fonte: caras.pt

Qual é a idade de Cuca Roseta?

Cuca Roseta tem atualmente 42 anos.

A Trajetória de Cuca Roseta: do Nascimento ao Fado

Os anos entre 1990 e 2000 foram cruciais na formação musical da jovem Cuca, que se desenvolveu no seio do coro eclesial. A fundação dos Toranja e o sucesso do tema “Carta” revelaram não apenas a sua versatilidade enquanto artista mas também uma promissora capacidade de emocionar através da música. A conquista de um Globo de Ouro para “Melhor Canção” com “Carta” destacou-se como um dos primeiros grandes reconhecimentos do seu talento.

O Reconhecimento Nacional e Internacional

A voz de Cuca Roseta oscilou entre as sombras e as luzes das vielas de Alfama, encontrando um lar no emblemático Clube de Fado. A participação no documentário “Fados” de Carlos Saura foi mais do que uma exposição internacional; foi um convite à apreciação da tradição fadista através de uma voz contemporânea e irresistivelmente genuína. Este momento predisse a sua ascensão a um palco mundial, fazendo de Cuca Roseta uma embaixadora do fado além-fronteiras.

Primeiros Passos Internacionais e Colaborações

As parcerias com Gustavo Santaolalla e a integração do tema “Rua do Capelão” na banda sonora do filme de Saura, foram apenas o início de um percurso internacional de prestígio. Cuca Roseta pisou palcos de vários continentes, levando consigo a alma do fado português, enquanto colaborações com grandes nomes da música global atestavam o respeito e admiração pelo seu trabalho.

Cuca Roseta e o Fado Contemporâneo

Conhecida por se aventurar para além dos limites do tradicionalismo do fado, Cuca Roseta provou-se como uma artista de vanguarda, sem medo de incorporar influências de world music e de outras correntes contemporâneas na sua obra. O seu álbum “Amália Por Cuca Roseta” demonstra respeito pela tradição e, em simultâneo, busca da sua voz única dentro da vastidão do fado.

Reinventando a Tradição Com Inovação e Sensibilidade

O álbum “Raíz” e “Luz” são exemplos claros da capacidade de Roseta em tecer uma narrativa pessoal através da música, numa intersecção entre o orgulho cultural e a inovação artística. A artista não se limita a cantar o fado, ela vive-o e reinventa-o a cada nota.

A Vida Pessoal, a Arte e o Envolvimento Social de Cuca Roseta

A arte de Cuca Roseta vai além das casas de fado e dos palcos internacionais; reflete-se também na sua vida pessoal e no seu compromisso com a sociedade. Mãe e esposa, Cuca equilibra a família com uma carreira em ascensão, mostrando o poder e a resiliência da mulher contemporânea. O seu envolvimento em causas sociais e em apoio aos profissionais de saúde durante a pandemia da COVID-19 ilustram a sua visão de um mundo mais empático e conectado.

Consagração no Fado e Maturidade Artística

Ao longo dos seus 42 anos, Cuca Roseta tem trilhado um caminho de crescente reconhecimento no mundo do fado, com a maturidade artística a assinalar cada novo projeto. Desde as primeiras atuações que capturaram a atenção do público até às produções mais recentes, a fadista evidencia uma evolução palpável, a qual é espelhada na qualidade e profundidade da sua interpretação. A idade trouxe a Cuca Roseta não só experiência, mas uma densidade emotiva que enraíza o seu canto nas tradições do fado e, ao mesmo tempo o eleva a novos patamares.

A Passagem dos Anos Refletida na Música

Com a chegada dos 42 anos, Roseta encontra-se numa fase da vida em que a maturidade oferece um novo olhar sobre a sua arte. Cada álbum lançado reflete essa passagem de tempo, com obras como “Raíz” e “Luz” servindo como verdadeiros diários musicais de sua jornada pessoal e artística. A maternidade e o casamento adicionaram novas camadas de significado às suas interpretações, culminando num fado que é tanto sobre a sua vivência quanto sobre a essência cultural portuguesa.

O Desenvolvimento Vocal e Estilístico Como Marca da Idade

A carreira de Cuca Roseta é também uma narrativa do seu desenvolvimento vocal e estilístico, que ganhou novas nuances ao longo dos anos. Ao escutar as gravações dos primeiros álbuns e compará-las com as mais recentes, nota-se uma evolução na técnica de canto, uma maior confiança na execução e uma diversidade de estilos musicais abraçados pela artista. A experiência e sabedoria acumuladas contribuem para a riqueza das atuais performances, mostrando como a idade pode ser um poderoso ativo no mundo da música.

Resiliência e Renovação na Pandemia

A pandemia de COVID-19 trouxe desafios a artistas em todo o mundo, e Cuca Roseta adaptou-se a este novo cenário com resiliência e criatividade. Seja através de concertos virtuais ou atuações adaptadas às novas normas sanitárias, Cuca utilizou este período para mergulhar ainda mais profundamente na sua arte, num processo de renovação e introspecção revelados na sua mais recente discografia.

A Importância da Idade no Fado Tradicional e Contemporâneo

Na cultura do fado, a idade é frequentemente associada à profundidade interpretativa e ao entendimento emocional das variações da vida, algo que Cuca Roseta incorpora no seu canto. A sua habilidade de transmitir a melancolia, a esperança, e a paixão do fado fala ao público de todas as idades, criando uma ponte entre o tradicional e o moderno, e mostrando como a arte transpõe fronteiras temporais.

O Crescimento Pessoal e Artístico com o Advir dos Anos

A jornada de Cuca Roseta é um testemunho do crescimento contínuo, tanto pessoal quanto artisticamente. Com a idade, ela não se afastou dos seus ideais artísticos, mas sim expandiu-os, integrando-os numa perspectiva de vida mais abrangente e empática. O seu envolvimento em causas sociais e a paixão pelo bem-estar dos outros refletem uma maturidade que transcende a sua música, atestando a evolução de uma artista que vê a vida e a sua arte como um todo indivisível.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular Articles