No passado dia 22 de outubro, a Escola Secundária Rainha Santa Isabel foi a votos para eleger o novo presidente da Associação de Estudantes (AE). Como noticíamos na altura, a lista M acabou por conseguir uma vitória inquestionável com mais de 60% dos votos. Após os resultados fomos ter com a atual presidente da AE, Dina Letras, para saber como estão a correr os seus primeiros tempos de mandato.

‘E’ – Ganhou as eleições para a A.E. com mais de 60% dos votos. Quais foram as diferenças entre as listas para levar a um resultado tão expressivo?
Dina Letras(DL)
– Acima de tudo, creio que foi a nossa vontade constante em querer sempre mais e melhor. Todos os dia tentámos surpreender e superar o dia anterior. Fomos uma lista inclusiva, que ouviu as ideias de todos os alunos. Não fizemos diferença entre os alunos mais novos (básico) e os alunos do secundário, interagimos com todos, acho que nesse aspecto tivemos vantagem clara. Trabalhamos e empenhamo-nos bastante ao longo da campanha, e quem trabalhar para atingir determinado objectivo, acaba sempre por ser recompensado.


‘E’– Quando concorreu para a A.E., em que se baseou para a escolha dos outros elementos da lista?
DL –
Amigos por quem nutro um enorme carinho! Mas sobretudo porque todos eles são pessoas em quem acredito, que têm vontade de inovar e de mostrar as suas ideias. São ativos e dinâmicos. Cada um deles deu o seu contributo e todos fizeram a diferença. Cada um acrescentou algo de positivo, e só na soma de todos os pontos positivos conseguimos ser a Lista vencedora.
A certeza de que escolhi a equipa certa foi crescendo à medida que a Campanha passava e agora posso afirmar que não poderia ter feito melhor escolha.

‘E’ Considera funcional o papel da A.E. na escola?
DL
– Sim, claro! AE é a estrutura representativa dos estudantes dentro da escola. Mais do que festas e actividades, temos obrigação de dar voz às vontades, aos desejos e às solicitações de todos os alunos, para que todos possam contribuir para a melhoria do espaço escolar.

‘E’- Como está a ser a experiência até agora, apesar de ser muito recente a sua ocupação deste cargo?
DL –
É muito recente, ainda! Tenho uma óptima equipa comigo, o que aumenta a motivação e a vontade de trabalhar. Vencemos com maioria absoluta e isso acresce-nos responsabilidade, mas temos boas perspectivas. A Direção da escola tem-nos dado indicações importantes, nesta fase inicial, e isso facilita o nosso trabalho.

‘E’ – Quais as principais medidas que vai tentar implementar na escola?
DL – Primeiro vamos tentar alterar o processo eleitoral de bianual para anual, ou pelo menos alterar os estatutos para que os alunos do 11ºano também se possam candidatar, para todos termos igual oportunidade de concorrer à AE. Depois, dinamizar e modernizar a AE e a escola, dar voz aos alunos e fazer actividades que sejam do agrado de todos.

‘E’ – Que mensagem deixa aos alunos?
DL –
Primeiramente deixar um agradecimento a toda a equipa que teve a irreverência de aceitar este desafio e a todos, os que não tendo cargos, trabalharam connosco e foram imprescindíveis para a vitória. Aos alunos em geral, dizer que a porta da AE está aberta para que todos possamos participar na melhoria do nosso quotidiano na escola. A AE é de todos e para todos!