A Guarda Nacional Republicana sinalizou cerca de 473 idosos residentes no concelho de Estremoz, que vivem sozinhos ou isolados, ou que não estando nas situações citadas anteriormente, se encontram numa situação de vulnerabilidade considerando as suas limitações físicas e/ou psicológicas. A operação da GNR realizou-se, entre os dias 1 e 30 de abril, e estendeu-se a todo o Distrito de Évora. Foram sinalizados 2853 idosos (mais 203 do que no ano transato), dos quais 1409 vivem sozinhos, 886 vivem isolados, 279 vivem sozinhos e isolados e 279 idosos, que não se enquadram nas situações anteriores por viverem juntos, mas que se encontram numa situação de vulnerabilidade considerando as suas limitações físicas e/ou psicológicas. Os concelhos onde se registaram mais sinalizações foram: Montemor-o-Novo (812), Estremoz (473), Évora (293) e Alandroal (203). Durante a operação foram sinalizados 39216 idosos (mais 5253 do que no ano transato) dos quais:

  • 23996 vivem sozinhos (mais 2680);
  • 5205 vivem isolados (mais 924);
  • 3288 vivem sozinhos e isolados (mais 262);
  • 6727 não enquadrados nas situações anteriores, mas em situação de vulnerabilidade fruto de limitações físicas e/ou psicológicas (mais 907).

A “Operação Censos Sénior 2015”, teve como objetivos atualizar o registo dos idosos que vivem sozinhos e/ ou isolados, identificar novas situações e informar as entidades competentes das situações de potencial perigo. (Saiba mais na próxima edição do jornal ‘E’)