Foi ontem, dia 19 de outubro, detido um homem, em Estremoz, por alegada violação da mulher com quem vivia em união de facto. O suspeito, de 44 anos, foi hoje, dia 20 de outubro, presente para primeiro interrogatório na instância local de Estremoz do Tribunal da Comarca de Évora, tendo sido indiciado pela prática de um crime de violação agravada e de um crime de coação agravada, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de obrigação de permanência na habitação (prisão domiciliária), com pulseira eletrónica. O homem recolheu hoje ao estabelecimento prisional da Polícia Judiciária em Lisboa, onde aguardará até que estejam reunidas as condições para lhe serem aplicados os dispositivos e meios de vigilância eletrónica. Vítima e alegado violador são residentes em Estremoz.