Arrendamento de Casa para Férias

Agora que o Verão se aproxima e pensamos em tirar uns merecidos dias de férias, para um qualquer refúgio, que nos devolva energia para enfrentarmos de novo o trabalho, há várias questões que devemos ter em atenção, para mais tarde não termos amargas surpresas.

Relativamente ao arrendamento de casa para férias, este pode durar um fim-de-semana ou uma quinzena ou o ano inteiro. Para arrendar uma casa de férias por pouco tempo basta um contrato verbal. A câmara municipal e o posto de turismo da área onde pretende passar férias podem ajudá-lo a encontrar alojamento à sua medida, sem correr riscos.

Todos os anos, sobretudo no verão, são divulgados casos de consumidores burlados no arrendamento de casas particulares para férias. Atraídos por anúncios a casas com preços convidativos, nos jornais e Internet, muitos acabam por reservar o alojamento através de pagamento de sinal. Quando chegam ao local, não há ninguém para os receber, nem casa para arrendar.

Há até burlões que recorrem a programas de edição de imagem para publicitar casas, em locais privilegiados, por exemplo junto ao mar, que não existem.

Para evitar riscos desnecessários, informe-se sobre os alojamentos na câmara ou posto de turismo da zona onde vai passar férias. Algumas câmaras divulgam a lista no site online.

Mesmo que não opte por esta via, no arrendamento de casas particulares para férias convém dispensar um fim-de-semana para fazer uma visita. Só quando tiver a certeza de que o alojamento corresponde às expectativas da família deverá fazer o pagamento do sinal. Este pagamento deve ser feito com a identificação da casa a arrendar e de forma a ficar com a respetiva prova.

Caso pretenda pôr fim a um arrendamento de curta duração com termo certo, basta abandonar a casa na data estipulada.

Saiba mais sobre este e outros temas relacionados com o período de férias em: www.deco.proteste.pt