Advogados, magistrados e funcionários judiciais da Comarca do Baixo Vouga vão reunir na Praça Marquês de Pombal, em Aveiro, em homenagem à advogada de Estremoz assassinada pelo ex-marido de uma cliente que representava em processo de divórcio.

A delegação de Aveiro da Ordem dos Advogados já fez saber que é também uma forma de expressar indignação e repúdio pelo crime de que foi vítima a advogada. A concentração está marcada para as 16.00 horas na praça em frente ao Tribunal.

Um caso que trouxe à memória a morte de um advogado de Estarreja, em 2009, atingido a tiro pelo ex-marido de uma mulher que representava em processo de divórcio.

Nesse caso, com 5 anos, João Pedro Melo Ferreira, de 53 anos, advogado com escritório junto ao Tribunal de Estarreja, morreu depois de ter sido baleado com dois tiros na cabeça.

O acordo de divórcio implicaria o pagamento de cem mil euros mas o ex-marido não estaria de acordo com a entrega desse valor à ex-mulher.